Menu fechado

Síndrome da Disfunção Cognitiva Senil

Por Raquel do Amaral Nunes Souto

A população de animais idosos vem crescendo significativamente, com isso doenças comumente associadas a idade aumentam em concomitante (VIKARTOVSKA. et al, 2021).  Em cães e gatos idosos ocorre uma síndrome semelhante a doença de Alzheimer em humanos, conhecida como Síndrome da Disfunção Cognitiva (SDC).  A manifestação clínica ocorre decorrente de alteração nos padrões de comportamento e na rotina diária, secundária a neuro-degeneração, oriunda de atrofia cortical e depósito de proteína beta- amiloide (FAST. et al, 2013).

A síndrome da disfunção cognitiva é mais relatada em cães do que em gatos, há semelhança entre encéfalos de pacientes humanos com Alzheimer e animais com SDC, caracterizados por acúmulo de proteína Beta amiloide dentro e em volta dos neurônios e acúmulo intraneuronal de proteína tau, sendo a segunda mais presente em humanos quando relacionado a animais. O nível de acúmulo dessas proteínas será proporcional aos sinais cognitivos do paciente (DEWEY; Da COSTA, 2017). E ainda, uma baixa nos neurotransmissores encefálicos com o presente distúrbio degenerativo foi citada tanto em animais, quanto em humanos (DEWEY; Da COSTA, 2017).

Seja bem-vindo(a) leitor(a)!
Ainda não é assinante?

Assine agora e tenha acesso ilimitado a todas as materias de todas as edições da revista Medicina Veterinária em Foco!

Assinar